Galeria (obras à venda)

Interessados favor contactar:

crenac@gmail.com

Atenção: alguns valores estão em dólar. Para conversão atualizada, acessar: http://www4.bcb.gov.br/pec/conversao/conversao.asp

Posts Recentes

Letras na iMIRA!

A abertura da nova montagem da Mira!, hoje à noite, conta com a presença de dois artistas, participantes da exposição, trazendo seus trabalhos escritos para serem compartilhados.

Ailton Krenak, liderança política e artista participante da Mira!, estará presente na noite de abertura para o lançamento do livro “Encontros – Ailton Krenak” (Azougue Editoral, 2015), organizado por Sergio Cohn.

“Ailton Krenak é um dos maiores líderes políticos e intelectuais surgidos durante o grande despertar dos povos indígenas no Brasil, ocorrido a partido do final nos anos 1970. A sua atuação tem sido fundamental para a luta pelos direitos indígenas e a criação de iniciativas como a União das Nações Indígenas e a Aliança dos Povos da Floresta. Ailton é um pensador acurado e original das relações entre as culturas ameríndias e a sociedade brasileira, criando reflexões provocativas e de largo alcance, como as presentes nas entrevistas e depoimentos contidos nesse volume da Coleção Encontros.”

11178466_10205785336260080_319534902_n

Jaider Esbell (Macuxi – RR), artista e escritor, estará presente com seu livro: Tardes de Agosto, Manhãs de Setembro, Noites de Outubro.

O livro, publicado em 2013, “é singular, revelação quase improvável. Em três tempos a história é contada, em três tempos apresentada e linkada com a imortalidade. O doce, o azedo, o amargo, tudo se mistura e no fim, é doce a leitura, é mágica a forma como Jaider Esbell nos enlaça e nos coloca diante do nosso maior enigma, a vida em sociedade, a diferença, a indiferença. Leitura recomedada para Jovens e adultos. Um primor de poesia, um clamor de vida.”

68901_313831868730397_291441765_n

  1. EXPOSIÇÃO MIRA! Artes Visuais Contemporâneas Indígenas Deixe uma resposta
  2. Arte y transformación: Experiencias e imágenes de los artistas de la Exposición ¡Mira! Deixe uma resposta
  3. Así es como se empezó a enseñar, a sacar la figura de lo que se conoce Deixe uma resposta
  4. Nosotros aprendemos escuchando a los sabedores: ahí está toda mi inspiración Deixe uma resposta
  5. La observación de la cotidianidad de la vida Deixe uma resposta
  6. La ayahuasca te da tu arte Deixe uma resposta
  7. Quiero volver a la Muyuna, al remolino de mis orígenes Deixe uma resposta
  8. Eu sonho em ter um grande caminhão para colocar todo mundo dentro e passar um mês numa aldeia, um mês na outra, para construir essa cultura coletiva Deixe uma resposta
  9. A mi pintura le gustaría llegar a la textura de la piedra, de un árbol o del agua Deixe uma resposta